Pneus de tecnologia Alemã

Flatout + Continental Pneus | Sua overdose de cultura automotiva

Você sabe o que significa o que está escrito no pneu?

Iniciar
Flatout: Você sabe o que significa o que está escrito no pneu? (foto do Juliano atrás do pneu)
 


 

Você sabe o que significa o que está escrito no pneu? Por exemplo um “245/45 R18”? Porque tem muita gente por aí que acha que "245" é a largura da banda de rodagem, que "45" é altura em milímetros e que esse R18 significa o raio da roda. Se você acha que alguma dessas informações é verdadeira, bom, é melhor você assistir a este vídeo até o fim, porque está errado. Totalmente errado!😅

No flanco, ou na lateral do pneu, existe um universo de informações úteis, tanto para o consumidor quanto para as lojas que revendem os pneus quanto para os departamentos de engenharia que desenvolvem e que empregam estes pneus em seus carros. Hoje, vamos nos focar nas informações que são úteis para você, consumidor.

De cara, vamos tirar da frente o básico que muita gente lê errado: a largura. O “245” de fato representa a largura em milímetros, mas não é a largura da banda de rodagem. Esse 245 na verdade é a largura da seção do pneu: é a distância linear entre as faces externas dos flancos, ou seja, da face de um lado até a face do outro lado. Isso é aferido com o pneu montado em uma roda padrão determinado pela fábrica e inflado, mas sem carga.

Uma curiosidade estranha é que a largura de seção não considera acréscimos eventuais por inscrições laterais, como aqueles letrados ressaltados, ou eventuais bordas de proteção que sejam protuberantes. O dado que considera todas essas informações extras se chama "largura total". E o dado que descreve a largura da banda de rodagem literalmente tem este mesmo nome.

Vamos à altura do pneu. Se a largura de seção é em milímetros, o "45" é a altura dessa parede em milímetros também, certo? Não! Pode ser confuso, mas essa medida é apresentada como um percentual da largura de seção: ou seja, nesse caso, o "45" indica que a altura do perfil é de 45% de 245 mm de seção!

Isso significa que um pneu 245/45 vai ter um perfil mais baixo que um 295/40. Porque 45% de 245 são 110,2 mm e 40% de 295 são 118 mm. Ou seja, não dá para olhar só a altura como um dado isolado, porque ela é uma porcentagem da largura de seção. Tem que fazer a conta.
Beleza. Aí a chegamos no “R18”... o tal do aro. Sim, esse 18 representa o casamento entre o diâmetro interno do pneu com o diâmetro dos talões da roda. Mas se você acha que o "R" é de raio, é melhore relembrar das aulas de geometria. Raio é a metade do diâmetro da circunferência! Mas o que é esse R? Ele descreve que este pneu é radial, só isso. Quando ele é diagonal, caso de alguns pneus de utilitários vamos ter um "D" no lugar do "R" ou não vamos ter nenhuma letra.

Curiosidade: quando é um pneu Continental é do tipo Run-flat, você ainda irá ver na lateral do pneu escrito “SSR” (Self Supporting Runflat).

Mas e o “Z” de alguns pneus? Será explicado em instantes.

Bom, esses são os dados básicos. Só que dependendo do seu carro, especialmente se ele for um esportivo ou lidar com muita carga, você precisa olhar ainda outros dados antes de escolher o seu pneu. Um "100Y" por exemplo, cujo nome técnico é "Descrição de Serviço".

Essa sigla alfanumérica traz dois dados juntos: o número indica a carga máxima e a letra indica a velocidade que este pneu suporta. E eles estão juntos porque eles estão literalmente correlacionados, um depende do outro: cada projeto de pneu vai ter essa correlação de uma forma. Por exemplo, um pneu de caminhão aguenta uma carga absurda porque lida com muita massa, mas a sua velocidade máxima tolerada é baixa.

Para isso é necessário verificar uma tabela com o índice de carga máxima suportada, lembrando que se refere a um pneu, não ao veículo inteiro.

E aí na sequência temos a letra, que indica a velocidade máxima suportada. Quando estamos falando de pneus de altíssima performance, fique atento a três informações: primeiro, você verá a letra "Z" antes do R de radial, e é por isso que temos o "ZR18" neste exemplo do vídeo com o SportContact 7. Essa letra "Z", sozinha, já significa que este pneu é capaz de rodar a até 240 km/h.

Segundo: esta informação do Z é combinada com o código de serviço que estávamos falando. Olhando a tabela de velocidade novamente, vai ver que a letra V representa 240 km/h, a W 270 km/h e a Y 300 km/h de velocidade máxima suportada por aquele pneu. Antes de 1990, os fabricantes utilizavam a notação ZR para designar um pneu de elevado desempenho porque os índices W e Y não existiam. A sigla ZR indicava que o pneu seria apto a rodar em velocidades superiores a 240km/h, seguindo as indicações especiais dos fabricantes.

Hoje os pneus “ZR” possuem sempre a combinação com o índice de velocidade específico.

E acima disso? Quando o pneu foi testado e aprovado pela fabricante em velocidades acima de 300 km/h, você vai encontrar essa letra Y entre parênteses. Então, novamente: Y sem parênteses é até 300 km/h e Y entre parênteses, acima de 300 km/h. Agora, importante: caso seu plano seja andar a mais de 300 km/h em algum evento de pista fechada, você deve conferir qual a capacidade de carga suportada para aquela velocidade máxima que você pretende atingir.

Os pneus também trazem outras informações importantes que nós já cobrimos em outros vídeos anteriores

O TWI (indicando no pneu), que é o indicador de desgaste de banda de rodagem, lembrando que a Continental oferece em alguns pneus um indicador adicional chamado WWI, que aponta até quando ele consegue manter a mesma performance com piso molhado.

A data de fabricação do pneu, que chamamos popularmente aqui no Brasil de DOT, porque ele faz parte de um código que traz outras informações que foi criado pelo Departamento de Transportes dos Estados Unidos, DOT, que seria o equivalente ao nosso Detran. Pra te resumir a vida, os dois primeiros números indicam a semana de fabricação e os dois últimos, o ano.

E o Treadwear, que é a classificação de desgaste da banda de rodagem, que está dentro de uma classificação chamada UTQG, que está presente em alguns modelos de pneus comercializados no Brasil. Contudo, o Treadwear é um dado controverso especialmente quando comparado entre marcas diferentes, veja em detalhes num vídeo que publicado em junho de 2020. Vale a pena assistir.

No final deste vídeo, vocês vão ver os atalhos para os conteúdos que já publicamos sobre o TWI, o "DOT" e o Treadwear. E eu também coloquei um link para o nosso vídeo explicando os detalhes da avaliação da etiqueta do Inmetro no pneu, bem como os dados que não aparecem.

Assista! 😉✌


Já escolheu seu pneu? Veja aqui uma loja próxima!

 

Apaixonados por veículos e buscando cada vez mais estar conectada a experiência viciante do automobilismo, a Continental inicia uma nova parceria para o ano de 2020 com FlatOut!

Conhecidos por serem a casa de quem gosta de mecânica, de técnicas de pilotagem, de lançamentos automotivos e das as últimas notícias bem analisadas, a equipe FlatOut traz a técnica com explicação compreensível, argumentos com dados e fatos servidos com uma narrativa gostosa. E agora, irão contar como parceiro oficial, a tecnologia alemã da Continental Pneus.

Ama clássicos de coleção e veículos preparados ou customizados? Você tem perguntas específicas sobre cuidados com os pneus do seu carro? Como reagir em situações de direção perigosas? Ou talvez você esteja procurando aprimorar seus conhecimentos gerais? Você veio ao lugar certo! Confira os vídeos ou assista a integra na página do FlatOut.

Acelerados

Acelerados + Continental Pneus | Para quem tem gasolina e adrenalina nas veias

Gasolina e adrenalina nas veias: Rubens Barrichello, Cassio Cortes e Gerson Campos aceleram superesportivos e trazem as últimas novidades automotivas!

Acesse aqui

Extreme.E

A Continental é Parceira Fundadora do Extreme.E, uma competição que define novos patamares de desempenho e segurança para a mobilidade elétrica.

Acesse aqui

Conectando Destinos

(logo da campanha Conectando Destinos da Continental Pneus)

Roteiro de viagem com até 150 quilômetros de distância a partir de algumas das principais capitais com destino a cidades turísticas.🗺🧳

Acesse aqui